quinta-feira, 26 de abril de 2018

Mark Twain, 1835-1910


Escritor e humorista norte-americano.  Obteve grande êxito também como palestrante. Seu raciocínio perspicaz e suas sátiras incisivas lhe renderam a admiração de seus pares e o enaltecimento dos críticos. Uma dimensão irônica de sua visão do mundo e sua sátira do sonho americano fazem um retrato robusto da sociedade americana de seu tempo. 
“Mark Twain apreciava o que chamava de ‘egoísmo ponderado’, que descrevia assim: “O primeiro dever de um homem é com sua própria honra e consciência – o dever com o país vem depois, e nunca em primeiro lugar... Não são partidos que salvam nações e as levam à grandeza, mas sim, os homens decentes, os cidadãos comuns decentes”. (segundo http://ordemlivre.org/posts/biografia-mark-twain)





“OS LIVROS são para pessoas que desejam estar em outro lugar.”

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Martin Heidegger, 1889-1976

Filósofo alemão da corrente existencialista, um dos maiores filósofos do século XX. Foi professor e escritor, exercendo grande influência em intelectuais como Jean-Paul Sartre.

A filosofia de Heidegger baseia-se na ideia de que o homem é um ser que busca aquilo que não é. Seu projeto de vida pode ser eliminado pelas pressões da vida e pelo cotidiano, o que leva o homem a isolar-se de si mesmo. Heidegger também trabalhou o conceito de angústia, a partir do qual o homem transcende suas dificuldades ou deixa-se dominar por elas. Assim, o homem seria um projeto inacabado.



Martin Luther King, 1929-1968


Pastor protestante e ativista político estadunidense. Tornou-se um dos mais importantes líderes do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos e no mundo.

"EU TENHO um sonho. O sonho de ver meus filhos julgados pelo caráter, e não pela cor da pele." Este é um trecho do famoso discurso de Martin Luther King em Washington, capital dos Estados Unidos, proferido no dia 28 de agosto de 1963, numa manifestação que reuniu milhares de pessoas pelo fim do preconceito e da discriminação racial.




terça-feira, 24 de abril de 2018

Maya Angelou, 1928-2014




Pseudônimo de Marguerite Ann Johnson, poeta e escritora americana. Como escritora, sua obra tem forte marca autobiográfica. Talvez seja mais conhecida por seu livro autobiográfico ‘I know why the caged bird sings’ (1969), ‘Eu sei porque o pássaro engaiolado canta’,
que fez de Maya Angelou uma das primeiras escritoras negras a ter um best-seller nos Estados Unidos.
Na obra, ela lembra de que, quando tinha apenas sete anos de idade, foi estuprada pelo namorado da mãe, sofrendo trauma que levou-a a ficar muda.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Michel Quoist, 1918-1997


Presbítero e escritor francês. Em trabalho missionário no exterior, fez parte do comitê episcopal da Igreja Católica, na América Latina, participando ativamente de conferências.







“A MENOS que você faça um esforço diário para ver o mundo como Deus o vê, jamais enxergará além das aparências.”

Miguel de Unamuno, 1864-1936


Escritor, filósofo, poeta, romancista, ensaísta e dramaturgo espanhol. Pensador apaixonado pelos problemas de seu tempo, Unamuno é considerado um dos expoentes da chamada ‘Geração de 98’ da inteligência espanhola e precursor do existencialismo em seu país. Mais do que não apresentar um caráter sistemático, sua filosofia primou por negar a possibilidade de qualquer sistema. Sua obra literária caracterizou-se pela ruptura com os gêneros convencionais.







“LER muito é um dos caminhos para a originalidade; uma pessoa é tão mais original e peculiar quanto mais conhecer o que disseram os outros.”




“LER, ler, ler, viver a vida que outros sonharam.”

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Milan Kundera, 1929 (88 anos)

Escritor tcheco. Com ‘A Insustentável Leveza do Ser’, tornou-se conhecido mundialmente.
Esse pensador não é somente um grande romancista, também se revelou um profundo filósofo de nossos tempos. Sua visão do mundo é profundamente realista e, ao mesmo tempo, comovente. Uma de suas grandes virtudes é saber capturar as motivações inconscientes. Isso é precisamente o que se reflete em muitas das frases de Milan Kundera: um grande conhecimento sobre o ser humano.








“A UNICIDADE do ‘eu’ se esconde exatamente no que o ser humano tem de inimaginável. Só podemos imaginar o que é idêntico em todos os seres, o que lhes é comum. O ‘eu’ individual é o que se distingue do geral, portanto o que não se deixa adivinhar nem calcular antecipadamente, o que precisa ser desvendado, descoberto, conquistado no outro.”

Millôr Fernandes, 1923-2012


Desenhista, humorista, dramaturgo, escritor, poeta, tradutor e jornalista carioca.







“AS PESSOAS que falam muito, mentem sempre, porque acabam esgotando seu estoque de verdades. Elas acabam sempre contando coisas que ainda não aconteceram.”

Moacyr Scliar, 1937-2011

Escritor brasileiro, natural de Porto Alegre (RS). Formado em medicina, trabalhou como médico especialista em saúde pública e professor universitário. Sua prolífica obra consiste de contos, romances, ensaios e literatura infantojuvenil.

Experiente no trato da literatura, assim como fora na cura de seus pacientes e na abordagem dos assuntos da saúde, Moacyr Scliar é autor para os jovens amarem, e todos admirarem.




"ACREDITO, sim, em inspiração, não como uma coisa que vem de fora, que ‘baixa’ no escritor, mas simplesmente como o resultado de uma peculiar introspecção que permite ao escritor acessar histórias que já se encontram em embrião no seu próprio inconsciente e que costumam aparecer sob outras formas — o sonho, por exemplo. Mas só inspiração não é suficiente".

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Mahatma Gandhi, 1869-1948


Líder pacifista indiano. Principal personalidade da independência da Índia, então colônia britânica. Ganhou destaque na luta contra os ingleses por meio de seu projeto de não violência. Além de sua luta pela independência da Índia, também ficou conhecido por seus pensamentos e sua filosofia. 

Gandhi inspirou gerações de ativistas democráticos e antirracistas, incluindo Martin Luther King Jr. e Nelson Mandela. Frequentemente, o líder afirmava a simplicidade de seus valores, derivados da crença tradicional hindu: verdade (satya) e rejeição constante da violência e respeito absoluto de toda forma de vida (ahimsa).   








“EU seria cristão, sem dúvida, se os cristãos o fossem vinte e quatro horas por dia.”



“É MELHOR que fale por nós a nossa vida, que as nossas palavras.”

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Mia Couto, 1955


Biólogo e escritor moçambicano. Adotou o pseudônimo ‘Mia Couto’ por gostar do miar dos gatos. Iniciou os estudos universitários em medicina, mas abandonou essa área no princípio do terceiro ano, passando a exercer a profissão de jornalista. Em 1985, abandonou o jornalismo e ingressou no curso de Biologia, com especialidade em Ecologia; e enquanto o faz, edita um livro de contos, Vozes Anoitecidas, com o qual recebe o Grande Prêmio da Ficção Narrativa.






“PARA que as luzes do outro sejam percebidas por mim devo por bem apagar as minhas, no sentido de me tornar disponível para o outro.”
  

“O ESCRITOR não é apenas aquele que escreve. É aquele que produz pensamento, aquele que é capaz de engravidar os outros de sentimento e de encantamento.”

terça-feira, 17 de abril de 2018

Miguel Torga, 1907-1995


Um dos mais influentes poetas e escritores portugueses do século XX. Com formação em medicina, destacou-se como poeta, contista e memorialista, mas também escreveu romances, peças de teatro e ensaios.



“A VIDA afetiva é a única que vale a pena. A outra apenas serve para organizar na consciência o processo da inutilidade de tudo.”


“É UM fenômeno curioso: o país ergue-se indignado, moureja o dia inteiro indignado, come, bebe e diverte-se indignado, mas não passa disto. Falta-lhe o romantismo cívico da agressão. Somos, socialmente, uma coletividade pacífica de revoltados.”

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Muhammad Ali, 1942-2016


Pugilista norte-americano, considerado um dos maiores da história do esporte. Foi eleito ‘O Desportista do Século’ pela revista americana ‘Sports Illustrated’, em 1999. Aos 74 anos, o ex-campeão mundial dos pesos-pesados perdeu para o ‘Mal de Parkinson’, a luta mais difícil da sua vida, deixando para sempre um vazio no esporte mundial.



(sem violência)




“O IMPOSSÍVEL é apenas uma grande palavra usada por gente fraca, que prefere viver no mundo como ele está, em vez de usar o poder que tem para mudá-lo, melhorá-lo. Impossível não é um fato. É uma opinião. Impossível não é uma declaração. É um desafio. Impossível é hipotético. Impossível é algo temporário. O impossível não existe.”

Nelson Mandela, 1918-2013


Advogado, líder rebelde e presidente da África do Sul, de 1994 a 1999.  Vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 1993.





“OS TOLOS se multiplicam quando os sábios ficam em silêncio.”


“NÃO poderás encontrar nenhuma paixão se te conformas com uma vida que é inferior àquela que és capaz de viver.”

José Ortega y Gasset, 1883-1955


Filósofo, ensaísta, jornalista e ativista político espanhol. Como ensaísta, é um dos mais importantes do século 20. A maioria dos seus livros são coletâneas de artigos e ensaios. Como um grande conferencista, gostava de incitar seus ouvintes e leitores a desenvolver os temas em discussão - para ele, a vida era um intenso diálogo entre cada indivíduo e o seu meio.






“MINHA vida me é dada, mas não me dada feita.”

“DIGA-ME no que você presta atenção e eu lhe direi quem é.”

“SÓ chegamos a ser uma parte mínima do que poderíamos ser.”

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Omraam Mikhaël Aïvanhov, 1900-1986


Filósofo, búlgaro de nascimento; a partir de 1937 adotou a França como seu lar. Era discípulo do mestre búlgaro Peter Deunov (1864-1944), fundador da ‘Fraternidade Branca Universal’.





Aïvanhov levou para a França os ideais do mestre Deunov e, em 1943, fundou seu primeiro centro espiritual, na cidade de Sèvres. A partir daí, começou a proferir palestras, que seus discípulos anotavam e gravavam para depois transcrever.
O resultado desses ensinamentos orais está hoje registrado em centenas de livros, publicados em várias línguas. Seu trabalho teve uma grande expansão de 1976 em diante, época em que a Editora Prosveta começou a divulgar seus livros em vários países.
O que mais chama a atenção no trabalho do mestre Aïvanhov é sua simplicidade na abordagem de temas espirituais, em que ele apresenta os exemplos e correlações mais simples para explicar as complexas questões da alma humana.
Era um exímio contador de histórias, dotado de um grande senso de humor. Por vezes, para dar uma pausa na palestra, ele interrompia o que estava falando e contava algumas anedotas para alegrar seus ouvintes. Todo seu trabalho estava direcionado para o alargamento da consciência humana em direção ao seu aperfeiçoamento. Em outras palavras, transformar o homem-animal no homem-espiritual.
Pois bem, esse grande filósofo da simplicidade e pedagogo da alma não morreu, apenas se mandou para fora do corpo denso. E, agora, lá do plano extrafísico, ele continua a mandar mensagens com o mesmo objetivo central de seus ensinamentos: o aperfeiçoamento do homem.

Oscar Wilde, 1854-1900


Influente escritor, poeta e dramaturgo britânico de origem irlandesa. Sofreu enormes problemas por sua condição homossexual, sendo preso e humilhado perante a sociedade.





“A TRAGÉDIA da velhice consiste não no fato de sermos velhos, mas sim no fato de ainda nos sentirmos jovens.”


“O OBJETIVO da vida é o autodesenvolvimento; é perceber, com perfeição, nossa natureza... é para isto que estamos aqui, cada um de nós. Mas, hoje em dia, as pessoas têm medo de si próprias. Esqueceram-se da mais elevada das obrigações, a obrigação que devem a si próprias. Mas, é claro, são caridosas. Alimentam os famintos, vestem os mendigos. Suas próprias almas, entretanto, sentem fome, estão nuas.”

Pablo Neruda, 1904-1973

Um dos maiores poetas chilenos e da literatura contemporânea, a obra de Neruda tem fases distintas. Ele pode ser o poeta lírico e angustiado ou pode elaborar versos de cunho político.

Leia mais sobre o autor: https://educacao.uol.com.br/biografias/pablo-neruda.htm





Ao receber o Prêmio Nobel de Literatura, em 1971, o poeta evoca o território de sua juventude e prevê um mundo novo, em cuja construção a poesia não faltará.

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Pablo Picasso, 1881-1973


Pintor espanhol






“LEVA muito tempo tornarmo-nos jovens.”


“A PINTURA nunca é prosa. É poesia que se escreve com versos de rima plástica.”


“UM quadro só vive para quem o olha.”


“CONCORDO com Dom Quixote: o meu repouso é a batalha.”

Paulo Freire, 1921-1997

Educador e filósofo brasileiro. Formou-se pela Universidade Federal de Pernambuco. É considerado um dos pensadores mais notáveis na história da pedagogia mundial, tendo influenciado o movimento denominado ‘pedagogia crítica’. 


Livro 'Pedagogia do Oprimido' é único brasileiro citado na lista dos 100 títulos mais pedidos pelas universidades de língua inglesa.

 

Leia mais: https://g1.globo.com/educacao/noticia/comissao-mantem-paulo-freire-como-patrono-da-educacao-brasileira.ghtml





“O EDUCADOR se eterniza em cada ser que educa.”


“É PRECISO que a leitura seja um ato de amor.”