quarta-feira, 5 de junho de 2019

O Essencial ....


Tom Simões, tomsimoes@hotmail.com, junho 2019




JÁ não tenho tempo para conversas frívolas e intermináveis. As pessoas não debatem conteúdos, apenas rótulos. Meu tempo tornou-se escasso demais para debater rótulos. Desejo estar com pessoas de verdade. Há poucas delas que percebem o que é viver uma existência sem sentido e que, então, despertam para o essencial da existência. O essencial é viver em harmonia com a vida. Descobrir a plenitude e serenidade e experimentá-las com as próprias atitudes.


Friedrich Nietzsche, filósofo alemão, ilustra muito bem essa ideia: “Não me roube a solidão sem antes me oferecer verdadeira companhia”.


“Quero a essência, minha alma tem pressa”, escreve sabiamente o poeta e escritor Mário de Andrade.


(Adaptado do poema 'O Valioso Tempo dos Maduros', do poeta e escritor Mário de Andrade)

quarta-feira, 29 de maio de 2019

FANATISMO EXISTE E DEVE SER RECONHECIDO COMO TAL




Tom Simões, jornalista, tomsimoes@hotmail.com, maio 2019





PESQUISANDO, reuni algumas reflexões importantes sobre as crenças inflexíveis, de ambas ‘supostas’ verdades, que ora assolam nosso país.  

“O país está mais interessado por política, o que é bom. Mas, quando o interesse vira fanatismo, o objetivo se perde. Viver em democracia é ceder, fazer compromissos, selar acordos – e, principalmente, dialogar”, escreve Joel Pinheiro da Fonseca, na revista ‘Época’.

quinta-feira, 18 de abril de 2019

O Homem Vive para Aprender


Tom Simões, tomsimoes@hotmail.com, abril 2019




O Homem olha o mundo e a si mesmo com outros olhos quando desperta para a prática da leitura, sentindo-se, se as fontes forem boas, permanentemente inspirado a melhorar algo em sua vida. Ele tem oportunidade de romper com ideias envelhecidas no mundo dos seus pensamentos. E então compartilha com os outros o que aprendeu e continua aprendendo nesse processo de partilha... Sócrates dizia a seus discípulos que só é útil o conhecimento que nos torna melhores.

Estudo os ensinamentos e os ponho em prática na vida cotidiana. E é nessa busca que percebo o quão incompleto é o conhecimento humano, especialmente quando represamos em nós o que sabemos.  

“Aprender e ensinar constituem tarefas de cada hora, para que colaboremos no engrandecimento do tesouro comum de sabedoria e de amor”, assinala Chico Xavier, um dos maiores expoentes do espiritismo. Por sua vez, arremata Carlos Castaneda, escritor e antropólogo peruano: “O homem só vive para aprender. E se aprende é porque é essa a natureza de seu destino, para melhor ou para pior”.  

O Sentido da Vida


Tom Simões, tomsimoes@hotmail.com, abril 2019





QUAL é a essência da natureza humana? Habilitar-se para servir como instrumento do bem comum, desinteressadamente. Michaela Glöckler, autora de ‘Força Sanadora da Religião’, faz-nos pensar que, quanto mais temos conhecimento de ‘si mesmo’, tanto mais perguntamos como empregá-lo no mundo. Como ensina a sabedoria hindu, a força dos bons deve ser usada para benefício de todos.

sexta-feira, 5 de abril de 2019

Amigo: tempo para escutar

... que nunca será um tempo perdido. O amigo fica melhor. E eu também.




 “É PRECISO buscar oportunidades para estar perto do amigo genuíno, verdadeiro. Para abraçá-lo fortemente e trocar boas palavras. Para escutá-lo. O amigo fica melhor, e eu também. Porque sempre aprendo muito com ele. É sempre complicado alguém expor as suas fragilidades. É preciso muita confiança! Diz-se que os puros amigos a gente conta nos dedos... de uma mão! E que amigos de verdade a gente não encontra, é o coração que escolhe. Quem tem a  coragem de se abrir com o amigo sobre aquela coisa que se perde o sono? O tempo é um bem valioso totalmente irrecuperável. O tempo que se deixa passar, sem aproveitá-lo, é um desperdício de vida. Como elucida sabiamente o pensador Valter da Rosa Borges, ‘pior que o amor perdido é o amor que não foi dado e tudo o que não foi gasto no tempo que era devido’. Tempo para escutar o amigo nunca será um tempo perdido. Há o sábio provérbio 17:17: ‘Em todo o tempo ama o amigo; e na hora da angústia nasce o irmão’. Os desafios da vida são difíceis de superar quando estamos sozinhos, mas, felizmente, aquele especial amigo está sempre ao nosso lado. Ele é anjo guardião, é paz, é completude...”

Tom Simões

segunda-feira, 25 de março de 2019

HOJE REALIZO-ME COMO LIVRE-PENSADOR


O despertar espiritual se dá a partir do esforço de perscrutar
e transformar a si mesmo




 Tom Simões, jornalista, tomsimoes@hotmail.com, março 2019



RELIGIÃO: um debate racional ou uma exposição de crenças? Eu sou uma pessoa profundamente religiosa (assim como se define o psicanalista Contardo Calligaris: “Eu sou cristão demais”), sem necessidade de altares, dogmas, veneração de imagens, orações repetidas com a mente distraída, fanatismo, vestimenta apropriada, medo de pecar e ser castigado, sacrifícios em nome de Deus... Tudo isso insensatamente misturado à ideia de fé, que deve ser natural, despojada, expressa pela assunção de compromissos obrigatórios e pessoais com foco exclusivo no ‘bem’, caminho sempre disponível para todos chegarem a Deus.

quinta-feira, 21 de março de 2019

FELICIDADE


Tom Simões, jornalista (Santos, SP, Brasil), março 2019




COM o tempo, a gente aprende a ser mais a gente, a respeitar nossas características peculiares. Aprende a inverter algumas prioridades e escolher aquele (a) s que queremos ao nosso lado. Aprende a se preencher com o silêncio, a esvaziar-se de si mesmo. Para chegar aonde eu quero, tenho que abrir mão de algumas coisas. Mas encaro tudo isso com plena consciência de que faço uma escolha. Porque felicidade é serenidade!

(É incrível, mas embasei-me num texto do escritor Fred Elboni, dessa estirpe de jovens com maturidade antecipada)

quinta-feira, 7 de março de 2019

AMÓS OZ, 1939-2018


Escritor e ativista político israelense, cofundador do movimento pacifista Paz Agora. Em 2017, aos 77 anos, ele esteve no Brasil para participar do ciclo de conferências ‘Fronteiras do Pensamento’.




Para os gregos, atingia a felicidade aquele ser provido de sabedoria. É preciso usar a nossa racionalidade para nos sentirmos menos angustiados. A ponte é a filosofia, com a qual podemos nos salvar dos medos e das angústias. Enfrentar as ilusões, as mentiras que contamos a nós mesmos, enfrentar o vazio com a coragem e a racionalidade. Para sairmos mais fortes. Eu não sou sábio, porque ainda sofro. As ideias dos grandes Pensadores podem nos ajudar a enfrentar os vazios existenciais e a encontrar algumas respostas.



MAIS e mais pessoas tendem ao extremismo”, diz Amós Oz.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

INCONSCIENTE E SUBCONSCIENTE: ENTENDA AMBOS OS MECANISMOS, DE FORMA DIDÁTICA


Diferentemente do inconsciente, o subconsciente está logo abaixo da consciência e é acessível se a gente se esforçar para tanto. 


Tom Simões, jornalista (Santos, SP, Brasil), tomsimoes@hotmail.com, fevereiro 2019




AINDA não existe uma fórmula capaz de controlar o que dizemos de forma inconsciente. Emitimos sinais inconscientes o tempo todo. É por isso que é tão difícil fingir.

O inconsciente não é apenas um depósito de traumas reprimidos e habilidades incríveis. Ele também é especialista em fazer o contrário: colocar tudo pra fora. O psicólogo Paul Ekman, da Universidade da Califórnia, ficou famoso por ter catalogado mais de 10 mil conjuntos de ‘microexpressões’ – expressões faciais que fazemos inconscientemente enquanto conversamos, e que podem revelar nossas verdadeiras emoções. Ekman é considerado pela Associação Americana de Psicologia (APA) um dos psicólogos mais prestigiados e influentes do século XXI. E uma das maiores referências no âmbito da detecção de mentiras e da relação entre emoções e expressões faciais. 

domingo, 24 de fevereiro de 2019

VALOR TERAPÊUTICO DA AMIZADE


Somos inseguros. Há ausência de ‘confiança’ nos relacionamentos. E o que resta de tudo isso nas relações produtivas de uma amizade? Resta o desperdício de oportunidades! Oportunidades terapêuticas!


Tom Simões, jornalista, tomsimoes@hotmail.com, fev. 2019  




SOU privilegiado pela capacidade de permitir a aproximação de bons amigos! Geralmente eu mesmo tomo a iniciativa! Eles são vitais! Afetam essencialmente minha existência.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Eduardo Marinho, nascido em 1960, filósofo da rua


Nascido numa família de classe média, tinha uma vida confortável e abastada. Ele passou num concurso do Banco do Brasil, depois entrou na escola militar e, finalmente, foi aprovado na faculdade de direito. Mas estava profundamente angustiado. Saiu de casa para buscar um sentido para a vida e experimentar o que era não ter nada. Chegou a morar na rua e dormir em cima de papelão, mas encontrou a felicidade na simplicidade. E toda essa experiência Eduardo reflete hoje em seu trabalho como artista.


“EU não posso querer mudar o mundo, mas eu tenho que me colocar diante do mundo que eu vejo.

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

EMIL CIORAN


1911 (Romênia) - 1995 (França): escritor e filósofo romeno radicado na França. ‘Esse autor trágico é o desvario da elegância em frases capazes de levar aos extremos.’





Os grandes pensadores estudaram, pensaram e escreveram sobre os temas essenciais com os quais ainda lidamos no mundo contemporâneo. Conheça as ideias deste filósofo:

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

‘VERDADE ABSOLUTA’ E ‘MEIA VERDADE’: VALE A PENA REFLETIR


Tom Simões, jornalista, www.tomsimoes.com, dezembro 2018






EM ARTIGO publicado na Folha de S.Paulo, caderno Ilustríssima, ‘Descontruindo Olavo de Carvalho’, 2/12/2018, Ruy Fausto, professor emérito do Departamento de Filosofia da USP, escreve: “As boas almas acham que tudo vai ser normalizado no Brasil depois da eleição de Jair Bolsonaro. A ordem é pacificar, reduzir as diferenças ou fazer oposição... Construtiva. Afinal, seria preciso manter a cabeça fria. E se as coisas não se passassem exatamente assim?”.

Veja bem, leitor. Não há aqui interesse da minha parte em questionar o atual cenário da política brasileira. Como descreve Sérgio Dávila (‘Que a esperança não seja em vão’, Folha de S.Paulo, 16/12/2018), parece razoável supor que o próximo ano será de esperança. “Espera-se que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, aja segundo seus discursos de vitória e diplomação, não de acordo com a retórica de campanha e suas declarações extremistas do passado. Que ele faça um bom governo para os 210 milhões de brasileiros, não apenas para os que o elegeram, respeitando a Constituição e o estado democrático de direito [...]”.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

“NÃO LEVE A VIDA TÃO A SÉRIO”


Hugh Prather, 1938-2010, escritor americano. Foi ministro da Igreja Metodista Unida e apresentava um programa diário de rádio nos Estados Unidos. Autor de 15 livros de ensinamentos sobre espiritualidade.




A VIDA não precisa ser tão complicada quanto insistimos em torná-la. A simples decisão de não se agarrar aos problemas pode melhorar – e muito – nossas vidas. É isso o que Hugh Prather mostra com humor e clareza neste livro. Ele escreve sobre as dificuldades do dia a dia e nos dá ferramentas para contorná-las, mudando o que há de mais importante na vida: nossa atitude mental e a forma de reagir aos inevitáveis contratempos. Seus ensinamentos são baseados em histórias reais que nos deixam com a sensação de já ter passado por aquela situação ou testemunhado algo parecido.

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

“DEUS É PARA TODOS”


Swami Kriyananda, 1926 (Romênia) – 2013 (Itália), aborda uma das mensagens transmitidas pelo iogue e filósofo indiano Paramahansa Yogananda (1893-1952), do qual era discípulo direto.






Há aqui ensinamentos enriquecedores para os que buscam, de fato, compreender o seu próprio Ser. O intuito é estimular o leitor a transcender o pensar linear, quase automático, limitado pelos condicionamentos, para alçar voo na direção de um pensar mais vasto e mais elevado.

Esta obra é uma percepção expandida ao alcance de todos sobre a ciência da religião, a natureza da bem-aventurança, o conceito de felicidade e o refinamento das percepções.

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Quem eu escolheria para percorrer uma longa trilha montanhesca...


A escolha, obrigatória, seria entre duas pessoas com as quais não tenho afinidade

Tom Simões


Imagem: www.comabrisadamontanha.blogspot.com/2011/10/pico-montanha-mais-alta-de-portugal.html



uma lei no Universo conhecida como ‘Lei de Afinidade’. A afinidade entre duas pessoas pode se transformar em um amor fraternal, aquele que é gerado entre irmãos. É uma tendência a combinar-se! Em geral, somos determinadamente afins a poucas pessoas. Na própria família, nem sempre somos necessariamente afins com todos que a integram.

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

“O Poder da Presença”


Amy Cuddy, nascida em 1972, Pensilvânia (EUA): psicóloga social, pesquisadora e professora da Harvard Business School, bem conhecida por sua pesquisa sobre o fenômeno do ‘poder posando’.





Sua linguagem corporal molda quem você é

Em seu livro, ‘O Poder da Presença’, inteligente e prático, a autora analisa a psicologia da presença quando mais precisamos dela. Para Amy Cuddy, a transformação da mente parte de uma simples mudança de comportamento. Ela ensina técnicas para superar o medo em momentos de alta pressão e melhorar nosso desempenho.

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

GURDJIEFF, George Ivanovitch


Natural da Armênia, que na época pertencia ao antigo Império Russo Czarista. O ano de seu nascimento é incerto, algo em torno de 1860, 1880 ou, ainda, 1866 ou 1872, como defendem alguns de seus discípulos. Sua morte completou 60 anos, em 2009.




         Gurdjieff é alguém que apareceu num dado momento histórico para difundir o Ensinamento Primordial. Esse ensinamento, que aparece em diferentes momentos da história da Humanidade, sempre existiu, mas assumindo diferentes formas. Apareceu sob a forma de budismo, hinduísmo, taoísmo, islamismo, cristianismo, judaísmo, além de ter feito parte da tradição egípcia, grega etc. Entende-se, pois, que existe um ensinamento único do qual Gurdjieff é o maior representante. Ele é, portanto, o representante de uma tradição primordial que existiu muito antes das tradições judaica e grega.

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

COMO SABER ESCUTAR

Alejandro Jodorowsky, 1929 : cineasta, ator, poeta, escritor e psicólogo chileno. 






“AS PALAVRAS mais usadas significam coisas diferentes para pessoas diferentes.

A maioria de nós está quase sempre preocupada em expor nossas próprias opiniões, e tendemos a considerar o que as outras pessoas dizem como uma interrupção tediosa no fluxo de nossas próprias ideias. Ideias cuja maior parte são crenças sem experiência. O que acreditamos não é descoberto por uma série de atos na realidade, mas é inculcado desde a infância por nossos pais, pela escola, pela pressão sócio-comercial-religiosa-política.

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

ALEJANDRO JODOROWSKY, 1929, cineasta, ator, poeta, escritor e psicólogo (‘psicomago’, como se autodenomina) chileno.





Em 1942, aos 13 anos, já trabalhava como palhaço de circo e manipulador de marionetes. Alejandro Jodorowsky é mestre do cinema surrealista mundial. Um verdadeiro criador, com muito mais dentro dele do que o tempo natural de vida permite mostrar.

Megalômano, louco, sonhador, mas ao mesmo tempo com uma personalidade dura e objetiva, Alejandro desde cedo sonhou bem mais alto do que aquilo que o seu país, um Chile em guerra civil, e os seus pais, limitados na visão de educação (queriam que ele fosse um médico bem sucedido), o permitiam ser. Trata-se de um autor bastante peculiar, cujos trabalhos são muito difíceis de se apreciar impunemente.