segunda-feira, 30 de abril de 2018

Marguerite Yourcenar, 1903-1987

Escritora belga de língua francesa. Nasceu em Bruxelas numa família aristocrática, de mãe belga e pai francês. Foi a primeira mulher eleita para a Academia Francesa.






“A grande figura da infância - uma das grandes figuras da sua vida - é o pai, Michel de Crayencour, aristocrata viajante, jogador perdulário, algo Casanova no amor às mulheres e à erudição. Não chegou a conhecer a mãe, que morreu poucos dias após o seu nascimento. Com esse pai que a quis tão sábia como livre, estuda línguas - latim, grego, italiano e inglês - e viaja em sua companhia durante grande parte da infância.

 ‘Obriga o Destino a coroar a tua vida. / O mundo é suficientemente grande para o teu maior desejo’, diz um dos primeiros poemas de Marguerite, então adolescente, já certa de ser escritora.” (segundo https://www.publico.pt/2003/06/08/culturaipsilon/noticia/marguerite-yourcenar-a-eternidade-ou-nada-1151776)  

As obras literárias de Yourcenar são notáveis pelo seu estilo clássico, sua erudição e sutileza psicológica. Nos seus livros mais importantes, recria eras e personagens do passado, meditando sobre o destino humano, a moralidade e o poder.






***


Veja algumas observações inteligentes ao longo da vida de Marguerite Yourcenar:



“NOSSO grande erro é tentar encontrar em cada um, em particular, as virtudes que ele não
tem, negligenciando o cultivo daquelas que ele possui.”




“SEMPRE tive a impressão de que a música fosse apenas o extravasamento de um grande silêncio.”




“A MÚSICA me transporta para um mundo no qual a dor não cessa de existir, mas solta-se e tranquiliza-se.”




“A MORTE surgia-lhe como uma consagração de que só os mais puros são dignos: muitos homens desfazem-se, poucos morrem.”




“O NOSSO verdadeiro lugar de nascimento é aquele em que lançamos pela primeira vez um olhar de inteligência sobre nós próprios.”




“NÃO me agrada escrever. Muitas vezes foi dito que as palavras traem o pensamento. Mas a mim me parece que as palavras escritas o traem muito mais.”








“A VIDA alheia nos parece sempre mais fácil porque não é vivida por nós.”



“É PRECISO ouvir a cabeça, mas deixar falar o coração.”




“NINGUÉM ainda sabe, se tudo apenas vive para morrer ou se morre para renascer.”



“TODO prazer sentido com gosto parece-me casto.”




“A ÚNICA coisa que me faz prosseguir é a certeza de que não és feliz. Temos mentido tanto, e tanto sofrido por mentir, que não há grande risco em tentar a cura através da sinceridade.”




“PEÇO-TE humildemente, o mais humildemente possível, perdão, não por te deixar, mas por ter ficado por tanto tempo.”




“CADA vez que sofremos, somos levados a acreditar que a dor presente é a dor maior.”




“QUANDO se trata de pessoas comuns, é inútil atribuir-lhes qualquer sabedoria. Basta que lhes atribuamos cegueria, apenas cegueira.”




“NÃO me vanglorio de ter amado. Sei, sei demais quão pouco duráveis são as emoções, por mais que vivas que sejam ou que tenham sido, para pretender obter de seres perecíveis e inexoravelmente compromissados com a morte um sentimento que se pretende imortal. Tudo que nos comove no outro não lhe é dado senão pela vida. A alma envelhece como a carne e é, mesmo para os melhores de nós, apenas o desabrochar de uma estação, um milagre efêmero como a própria mocidade.”




“A PAIXÃO exige gritos; o amor, porém satisfaz-se com palavras, enquanto a simpatia pode ser silenciosa.”



“APESAR de todo o cuidado que possamos tomar, é extremamente difícil evitarmos o sofrimento que causamos.”



“MEU temperamento mudou: tornei-me caprichoso, difícil e irritável. Parecia-me que uma única virtude me dispensava de todas as outras. Odiava-te por não conseguires proporcionar-me a calma com a qual havia contado e que não pedia, embora fosse o que mais desejava obter.”




“...creio que o hábito precoce da solidão é um bem infinito. Ela ensina também a amar ainda mais as criaturas.”






"EXPERIMENTO junto a ti, um sentimento novo, de confiança e paz. Gostavas, tanto quanto, das longas caminhadas sem destino, através do campo, percorrendo caminhos que não levam a lugar algum. Aliás, não tinha a necessidade de chegar a parte alguma. Bastava-me o fato de estar tranquila ao teu lado. Tua natureza pensativa combinava com meu temperamento tímido. Nós nos calávamos juntos. Em seguida, tua voz grave, bonita e quase velada, tua voz retemperada pelo silêncio, interrogava-me suavemente sobre minha arte e sobre mim mesmo. Compreendi logo que sentias por mim uma espécie de ternura mesclada de compaixão. Eras bondosa. Conhecias o sofrimento por havê-lo curado ou minorado muitas vezes. Adivinhaste em mim um jovem doente, ou um jovem pobre. Eu era realmente tão pobre que sequer te amava. Em ti via somente a doçura."


"DE TODOS os jogos, o do amor é o único capaz de transtornar a alma e, ao mesmo tempo, o único no qual o jogador se abandona necessariamente ao delírio do corpo"

"PODEMOS comandar algumas vezes nossos atos. Comandamos um pouco menos nossos pensamentos, e não comandamos absolutamente nossos sonhos."

"TUDO o que te peço (a única coisa que te posso pedir ainda) é não saltar uma só destas linhas tão difíceis de serem escritas. Se é árduo viver, o é muito mais explicarmos a nossa própria vida"

***

Fontes de consulta: PENSADOR, Frases e Pensamentos; livros, jornais e fontes da Internet.






Observação:

AQUI, o meu propósito é reunir material de interação social significativa que gere autorreflexão e, quem sabe, a conversação, usando as palavras para o conhecimento útil, aquele que, segundo Sócrates, nos torna melhores. É nessas buscas que percebo o quão incompleto é o conhecimento humano.

Quem sabe, algumas vezes poderei estar correndo o risco de atribuir frases não correspondentes a um ou outro pensador mencionado, apesar do meu rigor em relação às fontes de consulta. Neste sentido, o leitor poderá sugerir eventuais correções, contribuindo para o aprimoramento da informação.

Um amigo tranquilizou-me certa vez, mostrando que, mesmo se involuntário de minha parte, o pensamento não corresponder ao do verdadeiro autor, devo considerar o meu propósito e a essência da ideia.

Por outro lado, de cada autor, sintetizo apenas os pensamentos com os quais me identifico mais.


Tom Simões, tomsimoes@hotmail.com, março 2018




* Edição: Guilherme Rodrigues

Um comentário:

  1. Leia também: https://pt.slideshare.net/luisapd/vida-e-obra-yourcenar

    ResponderExcluir

Para comentar mais facilmente, ao clicar em “Comentar como – Selecionar Perfil”, selecione NOME/URL. Após fazer a seleção, digite seu NOME e, em URL (preenchimento opcional), coloque o endereço do seu site.